Câmara Mirim de Jaraguá do Sul é selecionada para evento em Brasília

Por: Revista Nossa Foto: DIVULGAÇÃO
Compartilhe

O Programa Vereador Mirim da Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul foi selecionado para a 13a edição da Câmara Mirim. O evento, que acontece anualmente na Câmara dos Deputados em Brasília, é uma ação educativa do parlamento brasileiro que simula as atividades desenvolvidas pelos deputados, desde a elaboração do projeto de lei até a sua votação em plenário, algo idêntico ao que acontece com os Vereadores Mirins no âmbito municipal. Os três melhores projetos de lei serão discutidos pelos parlamentares mirins no plenário do Legislativo Nacional.

Além dos vereadores mirins, estudantes de escolas de ensino fundamental da 5a a 9a série também podem participar. Este é o terceiro ano seguido que o Programa Vereador Mirim de Jaraguá do Sul participa do evento. Neste ano o processo de seleção foi diferente. Os educadores tiveram que enviar uma redação respondendo ao tema "Como posso estimular o diálogo em sala de aula e preparar estudantes para um debate em que prevaleça o respeito" Ao todo, foram 110 redações enviadas e 14 selecionadas para participar das atividades. O evento ocorre em outubro de 2019.

Além de Jaraguá, a Câmara de Blumenau e a escola Prof. Frederico Navarro Lins da cidade de Rio do Sul também vão participar do evento. A Câmara de Guaramirim e o Colégio Machado de Assis de Joinville ficaram como primeiro e segundo suplente, respectivamente.

Veja também

Vereadores pedem permanência de delegado da Civil e gerente da Celesc
No final do ano passado os vereadores aprovaram uma moção de apelo que pedia a permanência de Spolaor em Jaraguá do Sul
Fábio Schiochet reinvindica manutenção da Gerência de Saúde de Jaraguá do Sul
Segundo Schiochet, o serviço não pode ser encerrado.
Panorama Político com Albino Flores - Edição de Fevereiro
Fique por dentro de tudo o que acontece no cenário político da região!
Kassner pede mais agilidade no Plano de Arborização
Anderson sugere que os vereadores pressionem o Executivo para que esse Plano vire realidade o quanto antes
Lula é condenado a 12 anos e 11 meses de prisão
A juíza substituta Gabriela Hardt, da primeira instância, é a segunda que condena o ex-presidente; cabe recurso. Decisão saiu nesta quarta-feira (6).